PUBLICIDADE

Acusado de aplicar golpes em Padre Orlando teria feito ameaças ao Bispo de Quixadá, Dom Angelo Pignoli

Postado por: Sert News

27/02/2018 às 23h22 atualizado em 27/02/2018 às 23h22

Acusado de aplicar golpes em Padre Orlando teria feito ameaças ao Bispo de Quixadá, Dom Angelo Pignoli
Da esquerda para a Direita: Bispo Dom Ângelo, Leanderson Araújo e Padre Orlando.

Leanderson Pereira de Araújoacusado de aplicar golpes financeiros contra o Monsenhor Luis Orlando de Lima, 56 anos, morto no dia 16 de fevereiro, foi preso pela Polícia Civil de Quixadá na tarde desta terça-feira, 27. Ele é acusado de envolver o religioso em esquemas com agiotas e até de surrupiar dois veículos que pertenciam ao padre.

Uma carta de 18 páginas deixada por Padre Orlando apontava para Leanderson Araújo como estelionatário. Ele teria, por exemplo, convencido o padre a pedir de uma única vez a quantia de R$ 80 mil a um agiota de Quixeramobim. Os golpes aconteciam porque o acusado se passava por assessor do Deputado Federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB) e prometia benefícios em contrapartida.

A prisão preventiva dele foi decretada pela Justiça da Comarca de Quixadá.

AMEAÇAS AO BISPO DE QUIXADÁ

Informações dadas pelo Delegado Marcus Damasceno à imprensa de Quixadá mostram que o acusado teria conseguido com os golpes arrancar do Padre a quantia de R$ 800 a R$ 1 milhão.

Após a morte do religioso, que a polícia civil concluiu ter sido em razão de suicídio, Leanderson Araújo teria feito ameaças ao Bispo Dom Ângelo Pignoli, a quem ele teria pedido para abafar o caso. Não há informações sobre em que base o acusado ameaçava o Bispo Diocesano. A suspeita é de que, em troca do silêncio do chefe da igreja católica local, nenhum escândalo seria tornado público envolvendo o nome do Monsenhor Orlando e da Igreja.

FONTE: Diário de Quixadá

0 Comentário (s)