PUBLICIDADE

Adutora em Boa Viagem volta a ser debate nas redes sociais; mas por que tanta demora?

Um dos assuntos mais comentados em 2017 é a adutora de engate rápido prometida para o povo de Boa Viagem

Postado por: Sert News

31/08/2017 às 13h32 atualizado em 05/09/2017 às 12h23

Adutora em Boa Viagem volta a ser debate nas redes sociais; mas por que tanta demora?
Reprodução - Internet

Em 2017 o Boa-viagense conheceu de perto os efeitos causados pela falta de um bom inverno, em situação ainda mais agravante, as recargas de água esperadas durante o período não vieram e alguns municípios da região - em especial a Jóia do Sertão Central, foram um dos que mais saíram prejudicados.

A alternativa encontrada para socorrer quem precisa do precioso líquido foi uma adutora de engate rápido ligando os municípios de Boa Viagem e Madalena, a água oriunda do açude Umari que pela primeira vez na história atingiu uma marca recorde desde sua inauguração em 2011, salvaria o município de um colapso que já dura 5 anos e meio.

De la pra cá foram muitos os botatos, as promessas e os interesses políticos em ''ajudar'' e conseguir a obra para o município, nas redes sociais, uma espécie de "batalha'' para quem deverá receber os méritos foi iniciada já no mês de março.

Em situações opostas, ex - prefeito, atual prefeita e correligionários continuam disputando através de debates seja em rádio ou na grande rede a famosa ''paternidade ou maternidade'' de uma das maiores obras que poderá ser feita se levado em consideração o grito de socorro que os munícipes vem solicitando, afinal, nada mais do que o povo para da voz ao que realmente sente na pele.

 

Linha do tempo

Em março deste ano, o ex prefeito Fernando Assef anunciou que junto ao deputado Audic Mota estaria articulando e protocolando documentos para encaminhar a Assembléia Legislativa do Ceará solicitando da COGERH ações voltadas para a construção da adutora de engate rápido Umari no município de Madalena, ligando a água até o município do ex gestor. 

De la pra cá o assunto começou a ser discutido e inserido na mente do povo Boa-viagense que eles estariam sendo socorridos em breve. 

Por outro lado, a atual prefeita de Boa Viagem, Aline Vieira também decidiu entrar junto, ambos de lados opostos e com lideranças adversárias a nível de estado, reuniões junto aos órgãos hídricos do estado foram divulgadas na pagina oficial da Prefeitura de Boa Viagem, o que fortaleceu o clima de disputa.

Chegado o mês de Agosto, Eunício Oliveira cujo assumiu a presidência da Republica Interinamente enquanto o presidente Michel Temer viajava para o exterior, anunciou que estaria se empenhando para liberar as obras em Boa Viagem e no município de Catarina - este que também sofre com os efeitos da seca.

Já o Governador Camilo Santana durante transmissão ao vivo via Facebook, anunciou no dia 15 de agosto a liberação da verba que custeará a obra, Camilo em suas palavras agradeceu até mesmo opositores ao seu Governo, como é o caso da deputada Gorete Peireira (PR), segundo o petista, a adutora depende apenas de um decreto presidêncial. 

Hoje, quinta feira, (31), a novela parece conter mais capitulos, novamente nas redes sociais, Prefeita e Ex vice Prefeito anunciam liberação de verbas - que já haviam sido anunciadas em 15 de agosto pelo então governador Camilo Santana.

Opinião

Enquanto há disputa de vaidades e interesses políticos, o mais beneficiado e também prejudicado ate o momento é o cidadão Boa-viagense que não ver água nas torneiras a cada 15 dias, a obra que já deveria ter sido iniciada por conta do novo período de inverno que está prestes a chegar, até agora não passa de falácias e capitulos que deixam ainda mais a situação tensa, afinal, água é vida.

Não se ver união por parte dos políticos locais em busca de uma solução definitiva, força política é importante para a busca de recursos junto aos órgãos estaduais e federais. A vaidade e o clima pré eleitoral - tendo em vista que 2018 já está próximo, é um dos fatores a ser analisados pelo cidadão que deveria a todo instante cobrar por uma obra que pode salvar vidas, animais que também dependem do líquido estão perdendo a vida na zona rural, o produtor continua com queda nas vendas bem como o comerciante que não ver o dinheiro circular por conta da crise hídrica que também afeta o consumidor local. 

 

A espera de um final Feliz

O que se espera disto tudo é sem duvidas um final feliz, as chuvas são prioridade para quem toca no assunto escassez de água, enquanto o período de inverno não chega, o cidadão continua a míngua, esperando carros pipas abastecerem chafarizes do pouco de água que ainda resta em açudes e barragens da região e municípios vizinhos.

 

 

Portal Sert News | Tudo o que acontece

0 Comentário (s)