PUBLICIDADE

Escola Profissional de Boa Viagem realiza Feira de Africanidades

Feira teve como objetivo promover momentos de reflexão, focando o saber histórico, como relação dinâmica entre passado e estudante, concretizando a percepção de uma nação humanística.

Postado por: Sert News

02/12/2017 às 14h03 atualizado em 08/12/2017 às 16h17

Escola Profissional de Boa Viagem realiza Feira de Africanidades
Foto: Professor Elvis Paiva

Boa Viagem. Aconteceu nesta sexta feira 01, no paço da Prefeitura Municipal, mais uma edição da Feira de Africanidades, promovida pela Escola Estadual de Educação Profissional - Vencesláu Vieira Batista.

Com o objetivo de promover momentos de reflexão, focando o saber histórico como relação dinâmica entre passado e estudante, concretizando a percepção de uma nação humanística, o evento despertou a atenção de centenas de Boa-viagenses que passaram pelo local e acompanharam as apresentações nos stands montado no espaço.

A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre

Foto: Divulgação da Escola

Cada turma – no total são 10 turmas, divididas entre Administração, Enfermagem, Finanças e Informática – foram divididos em grupos com subtemas diferentes para apresentar em Stands e no final do dia teve o desfile para escolha da Garota “Pérola Negra”.


Projeto Africanidades 

De acordo com o professor Idealizador do projeto Waldemir Marinho: “Africanidades é a amplitude e valorização da cultura africana, reconhecendo, valorizando, significando e ressignificando as práticas culturais africanas. Os debates baseiam em diferentes áreas cientificas, como: História, Sociologia, Comunicações, etc. Os debates sobre Africanidades estão fundamentados no conceito de etnia em contraposição ao de raça.

O objetivo é construir um espaço de liberdade cultural onde a sociedade possa trabalhar a questão sem a idealização do dominador branco, e a escola que deseja pautar a prática escolar no reconhecimento, aceitação e respeito à prática do debate e reflexão acerca dessa temática”. O professor ainda destaca a frase: “Esta é a África que conheço, amo e vejo como matriz da formação do povo Brasileiro da cultura e história do Brasil. Este Brasil, encontro de raças e experiências de vida”.

 

Portal Sert News | Tudo o que Acontece

0 Comentário (s)