PUBLICIDADE

Falta de iniciativa popular ainda é uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos ACE's de Boa Viagem

Agentes fazem o que pode para amenizar propagação de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças como Chikungunya, Zika e Dengue.

Postado por: Sert News

14/07/2017 às 15h12 atualizado em 20/07/2017 às 13h09

Falta de iniciativa popular ainda é uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos ACE's de Boa Viagem
Antes e depois - Local exposto foi encontrado por agentes que vedaram logo em seguida. - Foto: ACE Francisco Almeida - Montagem: Sert News

Foi divulgado neste mês de julho pela Secretaria de Saúde do Estado o Boletim Epidemiológico que mostra em números, todos os casos de Zika, Dengue e Chikungunya registrados nos municípios de todo o estado do Ceará. 

Boa Viagem. Este município do Sertão Central, apresentou um número superior aos demais que fazem parte da 5ª Coordenadoria Regional da Saúde de Canindé, ficando atrás do município sede. 

Apesar dos casos registrados, somando em torno de 33 (Confirmação de pessoas afetadas com Chikungunya) os trabalhos para evitar a propagação de mais doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti continuam sendo empenhados por Agêntes de Combate a Endemias e Secretaria da Saúde.

Segundo o Agente Francisco Almeida, os trabalhos realizados são constantes, e que é comum a encontrada de residências abandonadas possuindo criadouros de focos do mosquito.  Caixas d'água e recipientes amontoados como lixo são "Pratos Cheios" para o mosquito se fortalecer na sua reprodução.

Dificuldades

Ainda conforme o ACE, a maior dificuldade é a conscietização da população, apesar de passeatas, palestras e alertas emitidos constantemente, são poucos os que colaboram e contribuem para eliminar os focos. 

Esta semana equipes encontraram reservatórios como caixas d'água com uma capacidade grande para armazenar o líquido, alguns até expostos a céu aberto.

O trabalho dos agentes tem sido de suma importância para impedir a propagação de doenças arboviroses, somente junto à população é possível ações se tornarem eficazes para o combate ao Aedes Aegypti.

Colocar a mão na massa é bem simples;

- Sempre conferir nos quintais se há recipientes que possam servir de criadouros para o mosquito: Garrafas, plásticos, casca de ovo, tampas;

- Vedar bem as caixas d'água;

- Limpar os recipentes d'água dos animais;

Estas são algumas das ações que podem ser feitas em casa pelos próprios moradores, além de sempre receber a visita de um agente para fortalecer a inspeção a fim de eliminar possíveis focos.

 

Sert News | Tudo o que acontece em Boa Viagem

0 Comentário (s)