PUBLICIDADE

Você ainda acredita na construção desta adutora? Leia

Obra mais esperada pelos Boa-viagenses não sai do palanque

Postado por: Sert News

03/10/2017 às 13h40 atualizado em 07/10/2017 às 11h06

Você ainda acredita na construção desta adutora? Leia
Arquivo do Portal Sert News

Carregar um balde com água aqui, outro ali, ligar para o pipeiro que vende água, perguntar ao SAAE quando vem água para os bairros... É praticamente assim o dia a dia da maioria dos Boa-viagenses nos últimos anos de seca, que assola o sertão por mais de 6 temporadas de inverno que não favoreceram uma boa recarga de água no principal açude que abastece o município de Boa Viagem. 

O sufoco por aqui vivido não só trouxe prejuízos seja financeiros, material ou até mesmo emocional com a perca de animais, mas também esperança, tanto do céu quanto do homem, em especial o homem político, figura pública ''em favor do povo'' desacreditada pela maioria dos Brasileiros. 

As ações do Governo do Estado no município não foram vãs, visto que o problema na encontrada de água está em um solo completamente ''rochoso'', o pouco da água encontrada ainda serve para 30% dos moradores. A água proveniente do subsolo da bacia hidráulica do Açude Vieirão chega quinzenalmente nos bairros e continua sendo a ''salvação temporária'' aliada a carros pipas fornecidos pela Prefeitura em parceria com a Defesa Civil.

Certos de que o ano seria difícil após as chuvas em 2017 sequer terem abastecido um médio açude local que pudesse servir de suporte para os munícipes, o sertanejo Boa-viagense não teve outra alternativa a não ser continuar com a fé e devoção de que no ano de 2018 as coisas poderão mudar. 

Ainda no início do ano uma espécie de ''Alegria virtual'' surgiu para deixar plantada uma semente de esperança no pobre e sofrido homem do sertão, uma tal de adutora, equipamento que leva água canalizada de um ponto distante a outro mais distante ainda.

As promessas feitas por eles, políticos locais e, até mesmo o próprio governador, no palanque ''Facebook'' pareciam serem resolvidas com um estalar de dedos. ''No próximo mês colocaremos esta adutora para funcionar'', é algum dos bordões usados nas redes sociais, fotos bonitas de máquinas trabalhandos, documentos na mesa de autoridades federais, a disputa pela paternidade parece ser de fato o maior interesses desses que se dizem preocupados com o povo, as redes sociais podem ludibriar muitas pessoas, principalmente quem mais espera por isto, uma ''Promessa de dias melhores.''

A água, oriunda do açude Umari em Madalena - município vizinho, que pela primeira vez na história superou 75% de sua capacidade em poucos dias de chuva, começa a ficar escassa com o passar do tempo e o constante uso daquela cidade e parte da cidade de Itatira. 

Até agora, NADA, já se foi Maio, Junho, Julho, Agosto, Setembro e caminhamos para o fim de outubro logo logo e, nenhum cano foi colocado nos arredores do açude para sequer gerar novo conteúdo para páginas políticas ou governamentais. 

O desprestígio de Boa Viagem é visível, o município não possui forças suficiente para conseguir recursos em prol de um benefício, a falta disto gera descrédito e desinteresse por parte dos deputados e deputadas que em sua maioria veem de outra cidade apenas tomar o voto dos que aqui confiam e acredita que farão algo de futuro pelo povo.

Nas redes sociais, documentos de ''liberação'' parece que não passavam de um''vai que cola''. Enquanto isso, o povo padece, continua tirando dinheiro de onde não tem e desacreditado, coitado, só crêr nas ações divinas. ''O inverno vai ser bom'', ''Não acredito em papai noel, que dirá adutora''. Frases usadas por pessoas questionadas sobre a crença nos políticos e suas famosas ações.

Caso o inverno chegue antes - o mais provável queira Deus, o eleitor deve ficar mais atento ao que ler, ao que ver e ao que CRER, a mudança na concepção do que de fato é para o bem em comum ou simplesmente para fins político-partidário é fundamental para que as respostas para as mazelas sejam depositada nas urnas, tanto em 2018 quanto em 2020, afinal, tudo depende dos poderosos cujo poder só funciona com a sua permissão. Fique esperto, a água vem de cima!

 

Por Magno Toy - Editor do Portal Sert News

0 Comentário (s)